Crossfit

LESÕES MUSCULOESQUELÉTICAS (MEDICINA ESPORTIVA)

Crossfit é um programa de exercícios físicos variados realizados em alta intensidade, denominado “Work Out of the Day” (WOD); que envolve movimentos da ginástica, carregamento de peso, corrida, remo, entre outros. Foi originalmente criado por Greg e Lauren Glassman, em 2000, na Califórnia, sofrendo um crescimento e difusão exponencial mundialmente, atingindo hoje mais de 142 países e mais de 13 mil centros de treinamento afiliados.

Uma revisão sistemática (conheça) publicada neste ano pelo Departamento de Educação Física da Universidade de São Paulo – USP analisou 32 artigos científicos relacionados ao Crossfit em todo o mundo.

Entre os praticantes, obteve-se uma média de 60% de homens e 40% de mulheres. Lesões musculoesqueléticas apresentaram incidência variando de 19 a 74%, com 1,9 a 3,1 lesões a cada 1000 horas de treinamento. Estes valores são comparáveis a outras atividades físicas.

O ombro foi o local com maior número de lesões, causadas principalmente por movimentos de ginástica. Os outros locais mais afetados foram a região lombar, mais comumente devido levantamento de peso, e o joelho.

A revisão destaca ainda que estudos preliminares associaram o programa com altos níveis de participação social, satisfação e motivação pessoal. Entretanto, a maioria dos estudos apresentava baixo nível de evidência estatística e alto risco de viés. Sendo assim, mais estudos são necessários para corroborar tais dados além de preencher um importante gap existente na literatura científica quanto a volume e frequência de treinos, carga utilizada por cada indivíduo, entre outros fatores; de forma a reduzir lesões, melhorar a performance atlética e maior inclusão social do Crossfit.